Pra quem acompanha o retorno de Mozart

Que chato ficar desta forma, parado, imóvel, inútil e nem comecei a fazer fisioterapia, os ortopedistas não sabem como as ligações nervosas estão, tipo os tendões que ligam as várias formas de movimentação do ombro.

O que vc faria se estivesse avisando meses sobre o calombo na pista, avisando as autoridades competentes que aquilo pode ocasionar um defeito maior e um acidente maior, com risco de morte?

Eu avisei, aí que está, a grande grupo Urban Velo SBC BR recebeu as fotos em 2012, Edson foi o primeiro a comentar por facebook, os Lesmas Lerdas tomaram conhecimento também Pelo twitter advogados e peritos contábeis mencionaram e ciclistas do Brasil inteiro, nos blogs foi comentados, pois estávamos bem próximos de uma descida cicloturistica até a Praia de Santos. São Paulo, cidades vizinhas, outros estados vieram compor os 10 mil ciclistas.

Certos Institutos não gostam ser taxados como organizadores de pedaladas, mas a ROTA MÁRCIA PRADO, nem governo, nem prefeitura, nem o federal pode fazer algo contra, foi um evento único no ano e se repetirá no 2° domingo ou 1° domingo de dezembro.

Depois do acidente do dia 4 de março de 2013 em uma ciclovia que estava “novinha” mexeram com a pessoa errada, descobri que houveram outros acidentes no local, alguns com a roda totalmente torta… tiveram sorte de não perder a vida, diz comerciante.

Só que estes não fizeram seu BO” Pensamento de quem faz o BO: Você caiu de bicicleta sozinho?Não houve carro?Então vc caiu porque não sabe guiar(em silêncio) mas o polícial é obrigado a fazer o BO.

Eu como ciclista, esportista,não tenho problemas para coagular o sangue, não tenho problemas de saúde, não tenho alterações de pressão(alta ou baixa) não tenho diabetes, não fico a mercê de virus comuns(gripe, H1N1, H1N2) graças à bicicleta.

Nunca quebrei um osso e no caso deste dia eu quebrei…. bati o cotovelo no chão, tentando rolar, a bicicleta puxou para fora, segurei-a, pois ela iria para a Av João Firmino e quem me pagaria? Alias, se a bicicleta caisse na av iria recochetear , ou, o carro iria brecar em cima dela derrapando por bons metros que além da perda total da bicicleta, poderia bater no carro da frente ou fazer com que o carro de trás batesse, ms seu desse uma de Douguete? Impossível fazer uma manobra a menos de 10Km quando se vê uma ou duas vidas em sua frente, uma de costa outra de frente(com fones de ouvido) circulando na ciclovia, atravessando, dentre outros casos. Frear era preciso, senão eu iria ferir um pedestre e isso está fora da minha capacidade. Freei, e por isso me acidentei… me sacrifiquei para não ter um mega acidente na Av João Firmino, e para não ferir um ou mais pedestres

Perguntei para vários ciclistas que vão ao trabalho, vão comprar pão ou pagar sua conta do IPTU(né pessoal, vc paga IPTU e nem pode reclamar, isso é foda) e dentre tantos são da mesma visão que a minha, DÁ PARA COMPARTILHAR A CICLOVIA COM OS PEDESTRES, porém TIREM O FONE DE OUVIDO.

Vamos para as melhoras do meu umero no ombro:

Foto-0059

umero parte da frente

Foto-2

umero mas ante braço (braço reto sem tipoia)

Foto-0063

visão do umero, na parte trazeira… vê-se nessa parte as costelas e a scápula e uma pequena restauração

 A principio também gostaria de mencionar que, uma ciclovia  e ciclofaixa ou até ciclorrotas trás benefícios a saúde(quem vai de bike, não fica doente, portanto o hospital não é local comum de um ciclista ficar)

Isso que vcs verão é uma pessoa(sem fotoshop) antes de pedalar e na outra pedalando… Daniel tem mais ou menos 2 metros de altura e isso é o que aconteceu com o menino presidente da Urban Velo SBC BR

e ai? ainda acham que ter ciclovias , ciclofaixas e ciclorrotas é coisa que podem deixar para depois?

e ai? ainda acham que ter ciclovias , ciclofaixas e ciclorrotas é coisa que podem deixar para depois?

Anúncios

Sobre saxmozartfaggi

Ciclista desde 1974, por gostar de ser ciclista, mas em minha cidade não era difícil percorrer 10 a 15km com montanhas que são predominantes, mas o único impecílio era a irresponsabilidade dos motoristas. Dá para se ir ao seu emprego de bike, basta apenas ter um pouquinho de tempo a mais e uma roupa para trocar. Muitos já trocaram o carro pela bike, por ser econômica, gasósa e academia, e por as vezes, serem melhores para estacionar e ir de um ponto a outro... isso é fato. Demoro 25min para chegar ao centro de SBC, mas depois que lá estou, qualquer caminho para mim é mais rápido do que um carro, menos perigoso que uma moto, isso é fato!
Esse post foi publicado em ciclovia, Consócio, Despreparo da GCM, Dia Sem Carro, Esportes, Eurico Marto Rodrigues, faixa de pedestre, Ferrarezi, Giovanni Breda, Holanda, Instituto CicloBr, joão firmino, lesmas lerdas, Luiz Marinho, Massa Crítica, massa crítica abc, MOBILIDADE, morte, Pereira Barreto SBC, Rafael Moratti, Rota Marcia Prado, são bernardo do campo, skate, Uncategorized, Urban Velo SBC. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s