Você foi na 3ª Pedalada Ambiental de São Bernardo do Campo?

Foto-0150A 3ª Pedalada Ambiental foi um sucesso, considerando que olhando por cima deu para se ver 800m infestado de ciclistas em 2 faixas, que seriam para carros. Poderia até dizer que foram pedalando mais de 2 mil pessoas, mas apenas 340 fizeram as inscrições. Eu mesmo não me inscrevi e fui. No meio do caminho, ciclistas viam a pedalada e resolviam entrar na onda. No percurso de 12 Km  onde fomos para o centro da cidade, na Lauro Gomes, muitos ciclistas procuram aquele trecho por  ser uma pista boa, sem buracos ou avalias que possam ocasionar um acidente(em São Bernardo existem poucas ruas assim).

No trecho de 12 Km, uma pedalada abaixo da moderada, notei um triciclo, os tais ciclos caixote que levava uma criança com necessidades especiais, o pedal estava a cargo de um rapaz. A CET resolveu retirar este veículo, pois concluíram que o rapaz não conseguiria fazer os 12 Km.

Foto-0159

Nem vou comentar sobre isso, apenas uma ressalva, a CET não guia bicicleta portanto não sabe da capacidade de um ciclista.

Os rolhas(ciclistas que param o trânsito para que o bonde todo passe mantendo a harmonia) foram muitos, alguns da Justin Bikes e Bike Man fizeram o papel de pequenos reparos, a Bike Esperanza doou para um sorteio 2 bikes “zero quilômetro”.

Foto-0154

Em uma pedalada que compreende um numero alto de ciclistas, os rolhas são fundamentais, principalmente quando se trata de Massa Crítica Pacífica. Geralmente são os que tem mais velocidade, pois chegam em uma rua, param os carros para que todo o trânsito ciclístico passe e, aquela corrente não se quebre. Em uma pedalada normal, moderada de 22 a 25Km, quando a corrente se quebra, devido a um semáforo ou rua que ocasionalmente um carro quer que quer passar, grita-se  “quebrou a corrente” é o jeito que temos para avisar os que estão mais a frente para esperar. Todos os ciclistas guiam juntos e, chegam juntos, ninguém é deixado para trás.

Falta de experiência da prefeitura.

A Prefeitura gatinha ainda, não sabem conter este transporte sustentável, que um dos melhores para quem é ocioso, sedentarismo  mata e se o caso for o coração, é silencioso mas o ataque  do miocárdio é fulminante.

Foto-0156

Outro caso da prefeitura estar gatinhando é pensar que GCM seria autoridade em ciclos, e um dos exemplos do dia foi uma ciclista que subiu a calçada e em alta velocidade percorreu-a. Oras, Pedalada Ambiental também é dia de conscientização e que exemplo esta autoridade deu naquela hora? Me desrepeitou como ciclista(pois não sou assim) desrespeitou os pedestres só porque tinha que fazer rolha. Posso não entender o GCM que deu exemplo para crianças, senhores de mais de 30, e da terceira idade e realmente não entendo, não há justificativa. É como eu ensinasse sempre meus filhos a não dizerem um palavrão e vem um educador e fazem totalmente a contra mão. Quem me garante que a GCM de São Bernardo não foi feita para isso e sim o socioeducacional é o Burato, coisa que educação não foi feito neste momento.

A cidade de São Bernardo do Campo será contemplada com 13 Km de ciclos faixas, mas algumas por mim citadas desde 2007 e outras para apenas ligar uma cidade a outra e será apenas de domingo o que gasta mensalmente 47 mil reais por  mês só em SBC para manutenções somente nos domingos(cones, fitas) tenho a certeza que com estes 47 mil reais faria mais ciclo faixas e, pintaria algumas faixas de pedestres, invisíveis, com respeito que tenho ao pedestre.

Ao contrário que o Exmo Prefeito Luiz Marinho pense, não estou querendo que a gestão dele seja ruim, pelo contrário, quero que dê certo, e se der certo, irá ser benéfico para todos os cidadãos Sambernadenses.

Em fim, a pedalada vai continuar, dia 29 tem mais pedalada, a ECOPEDALADA onde contemplaremos lugares que vocês nunca foram de carro.

Desta vez, os rolhas serão menos usados, mas os bikes anjos serão os mais usados e continuando com os Bikes Anjos, todo o 1° domingo do mês, com sol ou chuva, após as 14:00h  estarão na Praça Samuel Sabatini, em frente ao Banco Santander, abaixo da Prefeitura, para ensinar a pedalar, fazer pequenos reparos gratuitamente e não precisa trazer a bicicleta. A CALOI doou algumas bicicletas dobráveis  para cada centro de Bike Anjo o que se espera de uma empresa que se dedicou fielmente sua vida as duas rodas de propulsão humana.

Quem esteve nesse passeio, tem condições de estar no outro, a não ser que dia 29 será um sábado e ontem dia 23, foi um domingo…

Quem esteve no passeio e gostou, entre em grupos de ciclistas. Em São Bernardo do Campo temos o DJ Bike que gosta de radicais, o Lesma Lerdas, que sempre estão mexendo com doações de agasalho, sangue e boa parte tem morada em Sto André, a Urban Velo BR – SBC conhecidos pelos camisas dos verdinhos, mas ao contrário do que falam, encontramos no verde tipo reflexivo , uma cor que é chamativa e o que queremos é estarmos sempre sendo vistos, com luzes, pisca pisca, usando sempre os equipamentos de segurança, como capacete, que embora não seja obrigatório, se obrigue a usar, mesmo que você se ache um as do guidão.

A Justin Bike, que tem sua oficina aqui entre o Jardim Thelma e Ipê, tem os melhores preços e isso não é propaganda, é a pura verdade!

Deixe suas  fotos  e comentários aqui, afinal foi um dia alegre, não foi?

Anúncios

Sobre saxmozartfaggi

Ciclista desde 1974, por gostar de ser ciclista, mas em minha cidade não era difícil percorrer 10 a 15km com montanhas que são predominantes, mas o único impecílio era a irresponsabilidade dos motoristas. Dá para se ir ao seu emprego de bike, basta apenas ter um pouquinho de tempo a mais e uma roupa para trocar. Muitos já trocaram o carro pela bike, por ser econômica, gasósa e academia, e por as vezes, serem melhores para estacionar e ir de um ponto a outro... isso é fato. Demoro 25min para chegar ao centro de SBC, mas depois que lá estou, qualquer caminho para mim é mais rápido do que um carro, menos perigoso que uma moto, isso é fato!
Esse post foi publicado em bicicletários, bike anjo, ciclovia, Consócio, Despreparo da GCM, Dia Sem Carro, Escola de bicicleteiro, Esportes, Estádios, Eurico Marto Rodrigues, Ferrarezi, Giovanni Breda, Holanda, Instituto CicloBr, joão firmino, lesmas lerdas, Luiz Marinho, Massa Crítica, Massa Crítica Pacífica, MOBILIDADE, Pereira Barreto SBC, Rafael Moratti, Rota Marcia Prado, são bernardo do campo, Uncategorized, Urban Velo SBC e marcado , . Guardar link permanente.

3 respostas para Você foi na 3ª Pedalada Ambiental de São Bernardo do Campo?

  1. Ei, não precisa ficar cheio de dedos para criticar o prefeito não… Não precisa xingar, mas só faltou pedir desculpas por reclamar dos problemas…

    • Soninha, minha cara Soninha, você foi? Conhece os problemas? não né? Você pedala em SP em sua sub prefeitura, ou pedalava em sua sub prefeitura e eu no meu reduto, pois conheço muito bem o que se passa aqui e creio eu que nem de SP vc conhece

  2. Oi..

    Eu fui nas 3 primeiras Pedaladas Ambientais de SBC (2011 camiseta amarela, 2012 camiseta verde e 2013 camiseta branca). Conheço muito bem os pontos positivos e negativos da região do Grande ABC, nasci em São Bernardo e compartilho contigo da mesma percepção sobre muitos assuntos referente à Mobilidade!!!

    Parabéns pela postagem…
    Cicloabraços
    Joãozinho

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s