Cicloturismo, cultive essa idéia… vamos conhecer a Rota Márcia Prado

Privatizar uma coisa nossa e bela? Mas o que é privatizar?

Nos dicionários, privatizar é Passar para o domínio de empresa privada o que era do poder do Estado; Proceder à privatização que é diferente de Estatizar, Nacionalizar.

 

Quando você vê algo escrito em um jornal e abominam tal atitude, temos que dar razão… O que é verdade e pode resolver problemas como a falta de uso do espaço ou mal uso.

 

Questões como esta estamos vendo a todo instante, a todo momento, privatizar, terceirizar, daí vem o nome de privataria… (Privatização Pirata )

O cidadão vê a idéia como boa, abraça um projeto porque seu umbigo pede. No entanto este cidadão não enxerga que se um dia ele tinha tal , nunca lhe foi mostrado o que vc tinha.

Vamos dar um exemplo do Rodoanel, que creio estar presente em suas mentes, pelo menos o que foi discutido e prometido. Hoje em setembro de 2013  ainda não foram colocados os vários parques para revitalização do verde, da fauna, da flora. Em tempo um pouco atrás, existiam pequenas favelas, vindas pelo pseudo progresso  que aquele local poderia dar, no entanto averiguamos que a natureza é bela, mas quando traída é dura…

Como conheço Bonsai, vejo uma obra dessas como um “Junípero” … você pode comprar uma planta em um vaso de Bonsai, mas isso não quer dizer que ela seja um Bonsai… um Fícus por exemplo ficaria dias sem água, sem tratamento, sem comida, porém as folhas caem e te avisam em 2 semanas secam, mas isso não quer dizer que o Fícus morreu, ele é muito resistente. O Junípero, das quais as mais utilizadas são o Cedro Nana , Matsu, Jacarezinho, você pode comprar um vaso com um ornamento lindo, porém se esta arvore foi mal tratada, não foi plantada devidamente, colocar nutrientes, nem mais e nem menos, ela pode começar a dar sinais de morte(mas ela já morreu) em 6 meses

Dei esta explicação para dizer o que aconteceu nas construções do Rodoanel, (todos os melhores radiculares de rios secaram, dando menos água a nossa Billings e para vc… a Billings sobrevive das chuvas e de alguns rios sujos que a SABESP tem como serviço e até embutido em tua conta de água… tratamento de água potável e “tratamento de esgoto” coisa que nunca a empresa fez em sua vida. Tudo isso foi dito para conscientizar não contra a SABESP, ou outra empresa , mas gostaria de perguntar umas coisas.

Você já foi na Casa Da Pedra?

Já visitou as primeiras estradas do Brasil?

Conhece um lugar onde tudo é harmonioso, lindo e é nosso?

Já tomou banho de Cachoeira em São Bernardo do Campo ou em Paranarpiacaba , ou em Cubatão?

Já abraçou um Bicho Preguiça?e macaco, sagüi?

Conhece um lugar verde, com praticamente todas as plantas nativas(por enquanto)?

 

Pois é, a Estrada Velha de Santos, depois apelidada de Estrada Velha da Manutenção da Imigrantes, e dou mais um nome.. Ciclistas do Brasil inteiro por volta do 2° domingo de dezembro, fazem a “Rota Márcia Prado” . por volta de 10 mil ciclistas digo com a experiência vivida em 2012, em um dia chuvoso, as vezes neblina grossa tivemos apenas um acidente de um ciclista habilidoso, porém não ouviu quando disseram para diminuir a velocidade…. caiu, foi chamado a ambulância mas ela nem se mexeu, o ciclista voltou o pedal bem rápido, quem estava mais ferido era a bike, que os Bikes Anjos  deram uma mão!

Sei que muitos caíram mas já em Cubatão em um trilho de bonde que estava úmido da goroa fina… tombos que é daqueles de ralar apenas a mão ou o joelho, levantando e seguindo para a praia de Santos.

Pura adrenalina em uma estrada que você vê plantas nativas, cachoeiras, túneis desativados, as nuvens abaixo de vc… muito bom…

Porque eu falei dos ciclistas e de tudo isso?

SP quer privatizar, disse que não irá cobrar pedágio… mas péra lá… bike não paga pedágio, quer dizer que aquele espaço que já é estreito será dada aos automóveis, ou seja, cada carro menos 3 bicicletas…

Você lembra o que eu disse de privatizar? Quem é que está comprando? O Governo está vendendo uma coisa que é sua por não ter capacidade de fazer a manutenção corretiva e preventiva. Sinceramente eu vejo apenas uns agravantes:

1° Nenhum ciclista pode ir até a Casa da Pedra, a única observação que fazem é que o local é fechado a visitações… Se ir a um monumento histórico é proibido, fico pensando o que mais irão fazer…

2°Disseram que irão colocar um aeroporto… lembra-se do Fícus e o Junipero  e dos poços artesianos que secaram  por causa de uma obra? Não só a Mata Atlântica , mas toda a Baixada Santista irá sofrer.

3° Ciclistas estão sendo roubados constantemente em rotas, isso não vem de hoje, são anos e até parece que os policiais estão ganhando um por fora. É difícil achar um policial, mas quando acha, eles estão se borrando!

 

Ultimamente os ciclistas são expert em mobilidade urbana com meio de transporte sustentável entre outros modais, pois não precisa ser engenheiro de tráfego para visualizar gafes, erros de trajeto de automóveis e como todo ciclista é pedestre, conhece o estado das calçadas.

O ciclista com sua bicicleta, entra em ônibus, trem , mêtro, avião, navio, balsa e até no carro… é um meio de transporte que é sustentável, faz bem para a saúde, devolve a vitalidade do corpo, não emite CO² e por mais que digam, vejo no Hospital Estadual Mario Covas, hoje, nenhum acidente de bicicleta, nenhum de skate, nenhum de patinete, 14 acidentados nas pernas (Moto) 5 acidententes em jardins, praças, calçadas(tornozelo e joelhos e coluna.) Infelizmente ou felizmente , os acidentes dos carros não são tão fatais, sua couraça de aço e 2 toneladas causam as mortes de ciclistas, motoqueiros, pedestres e ai eu me lembro de uma propaganda, trocar o para lama do carro,5 dias agora para o motoqueiro, voltar a andar, mais de cinco anos.

Flavio, é mais ou menos isso que você vai sentir, o restante que é mais maravilhoso, só quem vai sente… nenhum vídeo pode descrever!

Cicloturismo, cultive essa idéia…

Anúncios

Sobre saxmozartfaggi

Ciclista desde 1974, por gostar de ser ciclista, mas em minha cidade não era difícil percorrer 10 a 15km com montanhas que são predominantes, mas o único impecílio era a irresponsabilidade dos motoristas. Dá para se ir ao seu emprego de bike, basta apenas ter um pouquinho de tempo a mais e uma roupa para trocar. Muitos já trocaram o carro pela bike, por ser econômica, gasósa e academia, e por as vezes, serem melhores para estacionar e ir de um ponto a outro... isso é fato. Demoro 25min para chegar ao centro de SBC, mas depois que lá estou, qualquer caminho para mim é mais rápido do que um carro, menos perigoso que uma moto, isso é fato!
Esse post foi publicado em bicicletários, bike anjo, Bike Gost, ciclovia, Consócio, Despreparo da GCM, Dia Sem Carro, Escola de bicicleteiro, Estádios, Eurico Marto Rodrigues, faixa de pedestre, Ferrarezi, Instituto CicloBr, joão firmino, justin bikes, lesmas lerdas, Luiz Marinho, Massa Crítica, massa crítica abc, Massa Crítica Pacífica, MOBILIDADE, Rota Marcia Prado, são bernardo do campo, Urban Velo SBC. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s